Conheça um método natural
para você eliminar definitivamente
o ronco e ter uma ótima noite de sono

    Completamente
    Garantido!
Arquivo de setembro de 2013

Como parar de roncar cantando

Postado por em 26/set/2013 - Sem Comentários

Cantando

O ronco é extremamente desagradável. Além do incômodo que atrapalha inúmeros relacionamentos em todo mundo, traz consequências sérias para a saúde do roncador. Para que não haja aquela terrível sinfonia durante a noite, você pode, durante o dia, utilizar uma sinfonia mais agradável como forma de tratamento ao ronco. Exercícios de canto podem ser a solução para esse problema.

Um estudo feito na Grã-Bretanha comprovou que é possível reduzir ou até mesmo eliminar o ronco com este tipo de exercício. Durante 3 meses, 60 pessoas fizeram parte do experimento na cidade de Exeter, na Inglaterra. Os exercícios, desenvolvidos por uma professora de canto, tinham objetivo de tonificar os músculos da garganta de pessoas que roncavam regularmente.

Os treinos faziam com que os sons “ung” e “gar” fossem pronunciados juntos e com tons diferentes. É necessário que os exercícios sejam feitos diariamente, por 3 meses, sendo durante o primeiro mês a tarefa deveria levar 12 minutos, e nos seguintes por mais tempo, cerca de 18 minutos.

Apesar do ronco poder ter várias causas, a maioria das pessoas ronca porque falta tônus muscular na garganta, ficam flácidos. Os exercícios diminuem ou eliminam completamente o ronco, pois deixam os músculos do local mais fortes. O ronco está atrapalhando sua vida? Se sente cansado ou irritado durante o dia por não conseguir ter uma boa noite de sono? Acesse www.comopararderoncar.com e descubra como se livrar desse problema!

Se você gostou do post compartilhe no +1, Facebook e Twitter. Utilize os comentários abaixo para dúvidas, críticas ou elogios.

As doenças causadas pelo ronco

Postado por em 19/set/2013 - Sem Comentários

doenças causadas pelo ronco

Quem ronca e quem convive com essa pessoa entendem as dificuldades causadas por este distúrbio que de tão comum muitas vezes não é combatido. A irritabilidade durante a rotina, o cansaço e o sono constante durante o dia a dia acaba se tornando natural para muita gente, assim como uma vida infeliz. Mas o ronco tem consequências mais graves do que a falta de qualidade de vida.

O ronco tem grandes efeitos que pioram a saúde da pessoa com esse problema. Especialmente aquelas que sofrem também com a apneia do sono, distúrbio que acontece em pessoas que roncam. Há grandes riscos do desenvolvimento de doenças do coração, aumenta a chance de infarto, e também, devido às alterações nos vasos sanguíneos, o ronco e a apneia do sono pode causar hipertensão.

A faringe relaxa durante o sono tornando-se, assim, estreita a passagem do ar, dificultando a respiração, o que provoca o ronco. Por vezes, ela se fecha completamente e interrompe o fluxo respiratório por tempo temporário e indeterminado e é aí que acontece a apneia do sono. Com a obstrução da faringe, o ar não chega aos pulmões. Com menos oxigênio no sangue, este chega fracamente ao coração, o que acaba prejudicando-o, assim como todo corpo que depende do órgão.

Os vasos sanguíneos acabam ficando reduzidos, restringindo o espaço onde o sangue circula. Dessa forma, como o sangue tem que passar pelas vias contraídas, há um aumento de pressão, que por fim causa a hipertensão. Essa doença pode causar enfarte, acidentes vasculares cerebrais (AVC) insuficiência renal, entre outros problemas.

Mas existem formas naturais para se livrar do ronco. Acesse www.comopararderoncar.com e descubra como se livrar desse problema!

Se você gostou do post compartilhe no +1, Facebook e Twitter. Utilize os comentários abaixo para dúvidas, críticas ou elogios.

Quais os grupos de risco para quem ronca

Postado por em 05/set/2013 - Sem Comentários

ronco

O ronco pode afetar qualquer pessoa. Não importa a idade, a raça, se é homem ou mulher, pode acontecer com qualquer um. Mas é claro que existem aqueles que estão nos chamados “grupos de risco” quando se trata desse ruído terrível que assombra muita gente que dorme com um roncador. Neste post você conhecerá as características das pessoas que tem mais chance de roncar e como fazer para evitar isso.

  • Obesos: o peso é um fator determinante para o ronco, sendo que isso não é restrito apenas aos homens. Quando a gordura atinge o pescoço, há o bloqueio das vias respiratórias e com isso a pessoa acaba roncando. Por isso é muito importante cuidar a alimentação para que ela tenha muitas frutas e verduras;
  • Sedentários: para estes, a única solução são os exercícios físicos frequentes aliados a uma alimentação saudável. O sedentarismo causa o aumento de peso, que acaba se tornando o mesmo problema dos obesos;
  • Pessoas com alterações nos ossos da face: quem através de algum incidente acabou tendo os ossos do rosto modificados, passando por algum tipo da cirurgia, também está mais propenso a roncar;
  • Fumantes e quem consome bebidas alcoólicas: estes são os mais conhecidos. Quem tem por hábito ingerir frequentemente bebidas alcoólicas ou é fumante ativo, também tem grandes chances de roncar. O álcool acaba relaxando as vias respiratórias, o que causa o distúrbio. Já a fumaça do cigarro danifica seriamente o sistema respiratório, o que também causa o ronco.

O ronco está atrapalhando sua vida? Se sente cansado ou irritado durante o dia por não conseguir ter uma boa noite de sono? Acesse www.comopararderoncar.com e descubra como se livrar desse problema!

Se você gostou do post compartilhe no +1, Facebook e Twitter. Utilize os comentários abaixo para dúvidas, críticas ou elogios.

©Copyright 2017 Como Parar de Roncar - Todos os Direitos Reservados. Este site é o único meio de divulgação e comercialização do Livro Digital Como Parar de Roncar. Todo material aqui contido, bem como a obra comercializada, é protegido pela lei nacional e internacional dos direitos autorais. Todo material divulgado e comercializado neste site, serve apenas para propósitos informativos e educacionais.

Nenhum conteúdo tem a intenção de substituir qualquer conselho médico, diagnóstico ou tratamento. Consulte seu médico sobre a aplicabilidade das opiniões ou recomendações aqui contidas, para seus sintomas ou condição médica.